As Regras dos Passeios

As Regras dos Passeios

Os passeios da página Troca Trilhos têm como finalidade o intercâmbio entre grupos e associações locais (Organizadores ou também designados “Padrinhos do Passeio”) para dar a conhecer melhor os concelhos e localidades às pessoas “de fora” e que gostam de caminhar, correr ou pedalar numa vertente não profissional nem competitiva.

Trata-se de um espírito de camaradagem e de lazer para criar novos conhecimentos e amizades e conviver com todas as pessoas de todas as idades e sexo que partilham o gosto pela prática de atividades ao ar livre e pelo desafio de conhecer melhor Portugal.

Os passeios Troca Trilhos realizar-se-ão no:

– 2º Sábado de cada mês do ano de 2017, para o BTT GPS, BTT e Caminhada (caso a caminhada se inclua numa subactividade do evento principal (entenda-se, o BTT) e aproveitando parte do percurso usado pelo “pessoal das bikes” o limite é de 20 participantes.

– 4º Sábado dos meses de (AINDA POR DEFINIR) do ano 2017 apenas para a atividade de Caminhada Exclusiva.

Os meses de atividade são: março, abril, maio, junho, julho, setembro e outubro. No entanto, poderão surgir situações em que novas atividades sejam criadas, como por exemplo épocas festivas.

No mês de agosto, e em data e lugar a designar, haverá lugar ao 2º Encontro Convívio (em princípio nas Ilhas Cies em Espanha, ao largo de Baiona).

No mês de dezembro poderá ser organizado um jantar de Natal em local e data a designar, ou então, em janeiro, o jantar dos Reis. O valor a pagar por participante será comunicado à data da divulgação do evento.

Nos meses de junho e setembro haverá passeios em Ciclovia promovidos e organizados exclusivamente pela página facebook.com/trocatrilhos, passeios esses com um custo simbólico de 2€ (seguro incluído).

Face às contingências e legislação obrigatória para a realização deste tipo de eventos, a página Troca Trilhos sentiu a necessidade de estar à altura das suas obrigações legais a que este tipo de eventos obriga, para que todos estejamos a praticar a atividade de uma forma protegida e segura, mesmo que se trate de uma atividade amadora.

Não havendo, para já patrocínios, decidimos avançar com o projeto com boa vontade, trabalho e a ajuda dos nossos parceiros como sendo associações e grupos locais que muito contribuem para melhor darem a conhecer os seus Concelhos em eventos ciclo turísticos e pedestres.

Com o intuito de minimizar os custos inerentes ao evento e dar continuidade ao projeto que se iniciou completamente gratuito para os participantes, estamos a assegurar algumas parcerias e a procurar criar uma forma de incentivos, descontos e vales. Tudo para que o custo da participação venha a ser muito próximo do que já era, ou seja, “custo Zero”.

Cada passeio terá um custo de 6€ e contempla um ou mais guias, a inscrição e o seguro do participante e poderá ainda incluir eventuais brindes / lanche, etc….

Para quem tem seguro, o custo do passeio será de 5€ e contempla as mesmas coisas (à exceção obviamente do seguro feito pelo organizador).

No BTT GPS o participante vai em autonomia, os valores serão os mesmos e está igualmente contemplado o seguro do participante (caso este não tenha) e a disponibilização do track no dia anterior ao passeio.

Este tipo de passeio não tem limite de participantes, mas cada equipa terá de ser composta por um mínimo de 2 e um máximo de 8 elementos.

O BTT GPS inicia-se na data agendada a partir das 07:00h e termina às 19:30h desse mesmo dia. Cada equipa escolherá a hora a que pretende sair do ponto de partida.

A partir das 20:00h o seguro deixa de cobrir o participante.

Em caso de sinistro, o mesmo deve imediatamente ser dado a conhecer quer ao Organizador, quer à FPC –  Federação Portuguesa de Ciclismo em impresso disponibilizado para o efeito aqui .

No caso do participante pretender no 1º passeio, efetuar o pagamento dos passeios restantes, ser-lhe-à oferecido 25% (7,5€) do valor do seguro de Acidentes Pessoais e Responsabilidade Civil a efetuar na FPC (Federação Portuguesa de Ciclismo).

A mais-valia neste caso, é que esse seguro que custa 30€/ano lhe ficará apenas por 22,50€ e que poderá fazer uso 24h/dia 365 dias/ano (Seguro com validade de 1 ano – a iniciar-se em Janeiro e a terminar a 31 de Dezembro 2017), ficando automaticamente inscrito na FPC.

Inscrever-se na FPC aqui . Os 7,5€ serão transferidos posteriormente para o participante, contra a apresentação de filiação na FPC (envio de cópia da apólice ou do Cartão da FPC).

A inscrição em cada um dos passeios é obrigatória, sendo apenas consideradas válidas, as inscrições pagas até ao momento do fecho das mesmas. As inscrições fecham 24h antes da data do evento, entenda-se que fecham sempre às 23:59h de 5ª feira – na 6ª feira já não será possível efetuar inscrições.

O pagamento deverá ser efetuado para o NIB a constar na publicação do evento.

Os participantes devem enviar comprovativo do pagamento (digitalização ou foto) para o email: trocatrilhos@hotmail.com e para o email do Organizador que será incluído na descrição aquando da criação do evento nas páginas WEB e no Facebook.

As regras de trânsito têm sempre de ser respeitadas, salvo se o Organizador tiver contratado ou se for obrigatória a presença de agentes de autoridade a regular o percurso / trânsito.

O uso de equipamentos de proteção são obrigatórios, nomeadamente capacete de proteção no BTT, sapatos adequados nas Caminhadas e iluminação suficiente em ambas as situações, no caso do passeio se realizar ou “entrar” em ambiente noturno.

No BTT guiado o limite é de 40 de participantes.

No BTT GPS não existe limite de participantes, no entanto, por equipa, o mínimo são 2 e o máximo são 8.

Nas Caminhadas “Exclusivas” o limite de participantes é de 20 pessoas.

Caso a caminhada se inclua numa subactividade do evento principal, entenda-se o BTT e aproveitando parte do percurso usado pelo “pessoal das bikes”, o limite será igualmente de 20 pessoas.

Quanto ao grau de dificuldade, os passeios estão classificados em: FÁCIL / MODERADO / ALTO / MUITO ALTO, partindo-se do princípio que o participante pratica regularmente algum tipo de atividade física, se encontra de boa saúde e que mesmo no nível “FÁCIL” já terá alguma técnica (a qual será mais apurada à medida que sobe o nível de dificuldade). Contudo, isso é uma avaliação e responsabilidade do próprio participante, o qual em caso de sinistro ou de incapacidade para terminar o passeio, desresponsabiliza por completo o divulgador, assim como o organizador do evento.

Ao participante cabe ainda:

a) Verificar se o grau de dificuldade do passeio está em consonância com a sua condição física que lhe permite iniciar e concluir a atividade de forma segura e sem condicionar os restantes elementos participantes.

b) Efetuar atempadamente a inscrição no passeio em que tenha interesse, efetuando a transferência do valor e o envio do respetivo comprovativo (só mediante apresentação do comprovativo de pagamento é que a inscrição será considerada válida).

c) Levar abastecimento sólido e liquido suficiente, já que todos os almoços serão em estilo “Picnic”.

d) Respeitar as regras de trânsito e usar equipamento de proteção.

e) Não ultrapassar o guia, nem ter atitudes que possam atrapalhar ou condicionar os restantes participantes.

f) Estar consciente que “NÃO VAMOS EM COMPETIÇÃO“, mas sim a um ritmo médio.

g) Levar boa disposição, respeito e espírito de interajuda.

h) Estar consciente de que não deixaremos “ninguém para trás”.

i) Que temos cerca de 5 – 6 horas para completar o percurso.

j) Respeitar a natureza, guardando o lixo produzido durante o passeio para o colocar em recipiente próprio logo que possível.

k) ….. outras situações a referir aquando da criação do evento….

A página Troca Trilhos agradece a tua partilha: