Semi-rígida ou Suspensão total?

Qual escolher?

Semi-rígida ou Suspensão total?

Muitas são as dúvidas na hora de comprar uma bike, compro uma semi-rigida ou uma suspensão total? – um dilema nem sempre fácil de resolver.

Para tentar dissipar esse dilema, a Trek publicou um vídeo com a ciclista profissional Emily Batty, explicando quais as diferenças e vantagens de cada um dos modelos.

Objetivos – Se só tens o BTT como lazer, é melhor comprar uma Full. A bike é bem mais divertida e confortável. Se tens objetivos competitivos, dependendo da competição, a semi-rigida pode ser a melhor escolha.

Terreno – Para trilhos pouco técnicas e com poucos obstáculos, a semi-rigida funciona muito bem. Quando mais técnico o percurso, maior a necessidade de uma “Full-Suspension”.

Conforto – Em terrenos sem raízes, pedras e etc. uma semi-rigida faz o serviço na perfeição, mas se esses obstáculos existirem, a “Full-Suspension” dá-te muito mais conforto.

Peso – Se gostas de bikes leves, ou participas em provas com muitas subidas, as semi-rigidas são um pouco mais leves que as Full. Aí é necessário avaliares a maioria dos terrenos onde andas habitualmente, para ver qual a opção mais certa para ti.

Custo – As semi-rigidas são mais baratas que as Full-Suspension. Tu consegues uma semi-rigida mais bem equipada por um preço menor. Mas as Full oferecem mais opções de upgrade.

Complexidade – As Full são mais complexas na sua construção, têm mais componentes, logo mais manutenção e maior possibilidade de algo dar errado, no entanto o conforto prevalece.

A página Troca Trilhos agradece a tua partilha: